Wikipedia

Resultados da pesquisa

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Meu INSS

Você já conhece a Helô, a assistente virtual do Meu INSS?

Devido à pandemia mundial em que nos encontramos, o atendimento presencial das agências foi suspenso para assegurar a saúde e integridade física das milhares de pessoas que vão todos os dias a uma das agências do INSS — especialmente os idosos. Por isso, apesar de as agências terem voltado a abrir ao público na última segunda-feira (14), agora os cidadãos podem tirar dúvidas sobre os serviços do INSS diretamente por meio da Helô, a assistente virtual do Meu INSS.

Seja no site ou aplicativo, a Helô te ajuda tirando dúvidas, repassando informações e orientações, entre elas como está o andamento do seu pedido junto ao INSS.

A assistente está programada para esclarecer as dúvidas mais frequentes dos usuários no Meu INSS. Para isso, ela possui um banco de respostas já definidas para cada situação específica indicada e tem auxiliado bastante os usuários durante a pandemia.

A assistente Heloísa

O nome Heloísa Miranda Chaves, ou simplesmente Helô, foi escolhido por lembrar foneticamente o nome Elóy Chaves, uma das personalidades mais importantes na criação do sistema previdenciário brasileiro. Outra curiosidade é a data de nascimento da personagem que é a mesma de criação do INSS: 27 de junho de 1990.

O atendimento realizado pela Helô alcança mais brasileiros a cada dia. Isso mostra que a ferramenta cumpre seu papel ao garantir o acesso do cidadão aos serviços do INSS, mesmo com os desafios enfrentados atualmente pela nossa sociedade. A Helô, assim como o INSS, está em constante evolução.

Fale com a Helô!

É possível falar com a Helô pelo chatbot tanto pelo site do Meu INSS (gov.br/meuinss) quanto pelo celular, em aparelhos com sistema Android e iOS. Ao ser acessada, a Helô solicita apenas duas informações: nome e CPF.

Seja no aplicativo ou no site, basta clicar no ícone de dois balõezinhos de diálogo que aparecem no canto inferior direito da tela.

inss.png

  FONTE: INSS


quarta-feira, 26 de agosto de 2020

 

Governo do Estado de São Paulo vai isentar taxas para abertura de empresas por 60 dias

 

Desde o dia 25 de agosto, a abertura de empresas no Estado de São Paulo ficará isenta de taxas durante 60 dias. Foi isso o que anunciou o governador João Dória (PSDB) em entrevista coletiva concedida em 24 de agosto, no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual.

 

Segundo Dória, a medida visa estimular a retomada econômica e a atividade empreendedora. Estão isentas de taxas de abertura na Junta Comercial do Estado de SP (Jucesp) as empresas classificadas como Limitada (Ltda), Empresário Individual por Responsabilidade Limitada (Eireli), Sociedade Anônima (S/A), Empresa Pública, Empresário Individual (EI) e Sociedade Cooperativa.

 

De acordo com informações do governo estadual, foram abertas 21.688 empresas no mês de julho no estado, de acordo com dados da Jucesp. O número é 8% maior do que o registrado no mesmo mês no ano passado.

 

Dória comemorou estes números ao dizer que "no mês de julho, o Estado de São Paulo bateu recorde com 21.688 empresas abertas. É um recorde histórico. É um bom sinal, de que gradualmente a economia de São Paulo está se recuperando".

 

Abertura de novas empresas

 

Julho também teve um saldo positivo entre o total de empresas abertas e o número de empresas fechadas. Foram 10,7 mil empresas abertas a mais do que empresas fechadas. Entre abril e junho, o saldo havia sido menor do que nos mesmos meses do ano anterior. Em julho, o saldo foi 9% maior que no ano passado.

 

Do total de empresas abertas em julho, 30% são do setor de comércio, categoria que lidera a abertura de novos CNPJ no estado. A categoria de atividades administrativas e serviços complementares ficam em 2º lugar, com 11,8% das empresas abertas no mês, seguida por atividades profissionais, científicas e técnicas, com 11,6%.

 

Em relação à categoria jurídica das empresas abertas em julho, 20% são empresas individuais, como microempreendedores individuais.

 

Conselheiros do CRCSP na Jucesp

 

Os conselheiros do CRCSP que representam a entidade na Jucesp como vogais, Inez Justina dos Santos e Jairo Balderrama Pinto, comemoraram a isenção de taxas para a abertura de empresas nos próximos 60 dias. "O governo do Estado de São Paulo agiu de maneira correta ao incentivar a abertura de novos empreendimentos. Certamente, é uma medida que ajuda os negócios na retomada da economia".

 

Jairo Balderrama concorda com Inez e ainda acrescenta que "os empreendedores precisam de incentivos para poder atravessar esta fase difícil da economia do país. Novos empreendimentos, com certeza, ajudarão na criação de novos empregos, crucial para este momento."

 

quinta-feira, 19 de setembro de 2019


Como abrir um MEI
- O que você precisa
Você precisa fazer o cadastro no portal de serviços do Governo Federal
Tenha em mãos RG, Titulo de eleitor ou Declaração de imposto de renda, Numero de celular ou telefone, e-mail e endereço residencial.
Saiba o tipo de atividade econômica que ira exercer, forma de atuação e o endereço onde o seu negocio será realizado.


- Fazer a inscrição
Para fazer inscrição acesse o portal do empreendedor e entre em formalize-se
Você será redirecionado para o portal de serviços do Governo Federal, se seu cadastro já foi efetuado coloque o CPF e a senha e faça login.
Se você ainda não havia feito o cadastro acesse portal de serviços do Governo Federal e faça o seu cadastro.
Autorize o uso de seus dados pessoais pelo Portal do Empreendedor.
Caso solicitado informe o número do recibo da sua declaração de imposto de renda ou do título de eleitor
Informe o número do seu telefone celular e na sequência o código SMS enviado para você
Confira os dados carregados pelo sistema e preencha as informações solicitadas
Preencha as declarações solicitadas e conclua a inscrição. 
- Que ocupações um MEI pode ter
Para saber todas as ocupações que um MEI pode exercer acesse Ocupações MEI.
Consulte a prefeitura da sua cidade para saber se você pode exercer suas atividades em seu estabelecimento.
- Outras regras
Verifique se recebe algum benefício previdenciário (salário-maternidade, auxílio-doença, auxílio-idoso, aposentadoria por invalidez, Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social). A formalização pode levar ao cancelamento do benefício
Servidor público: veja se sua legislação permite ser MEI
Titular, sócio ou administrador de outra empresa não pode ser MEI.

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

REFORMA TRIBUTÁRIA

Receita cria conselho de especialistas para a Reforma Tributária

Receita Federal cria Conselho Consultivo, composto por especialistas para a Reforma Tributária, com duração de três meses

  •  
  •  
  •  

Resultado de imagem para imagens de tributação

Receita Federal cria Conselho Consultivo, composto por especialistas para a Reforma Tributária, com duração de três meses
 A novidade veio com a publicação da Portaria nº 1.507/2019  (DOU de 04/09), que instituiu o Conselho Consultivo sobre a Reforma Tributária.
O Conselho Consultivo sobre a Reforma Tributária terá prazo de duração de três meses, podendo ser prorrogado.

Composição do Conselho Consultivo:

I - Secretário Especial da Receita Federal do Brasil, que o presidirá, tendo como suplente o Secretário Especial Adjunto da Receita Federal do Brasil;
II - economistas e tributaristas com notório conhecimento da matéria, convidados pelo presidente do Conselho

Prestação de serviço púbico relevante não remunerada

A participação no Conselho Consultivo será considerada prestação de serviço público relevante, não remunerada.

Uso de videoconferência

As reuniões do Conselho Consultivo serão realizadas por videoconferência, sempre que possível

Onde vai funcionar

O Conselho Consultivo instituído por esta Portaria funcionará junto ao Gabinete da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil.

Objetivo do Conselho Consultivo

Opinar sobre matérias pertinentes a reforma tributária que lhe forem submetidas pelo Secretário Especial da Receita Federal do Brasil, compreendendo, inclusive, análise e discussão de propostas de reforma tributária, suas premissas, impactos e benefícios.
Confira aqui integra da da Portaria nº 1.507/2019.
Existem vários Projetos de Lei em andamento que prevê a Reforma Tributária, confira aqui um resumo sobre o tema.

Meu INSS Você já conhece a Helô, a assistente virtual do Meu INSS? Devido à pandemia mundial em que nos encontramos, o atendimento prese...